Envie seu whats:
(54) 99673-0977


ESPORTES

Flamengo vence de virada e Inter não depende só de si para ser campeãoFlamengo vence de virada e Inter não depende só de si para ser campeão

Compartilhe:
Publicado em 22/02/2021, Por Jornal do Comércio

Quis o destino que, em uma competição que não prevê fases decisivas em sua fórmula, Flamengo e Inter fizessem, na penúltima rodada, um jogo em tudo igual a uma final de campeonato. O vencedor, no caso, não saiu com a taça – mas o time carioca, que fez 2 a 1 ontem no Maracanã, tem agora uma vantagem importante para a rodada decisiva do Campeonato Brasileiro, na quinta-feira. Pela primeira vez, o time de Rogério Ceni termina uma rodada na liderança, dois pontos na frente do Colorado – 71 contra 69. Jogando com um a menos durante quase todo o segundo tempo, o Inter mostrou entrega, mas não teve forças para evitar a derrota – e agora vai precisar correr atrás.

Para ser campeão, o time gaúcho tem que vencer o Corinthians, no Beira-Rio, e torcer para que o São Paulo não perca para o Flamengo no Morumbi. Um eventual empate em pontos favorece o Colorado, que tem saldo de gols maior. Ou seja, a torcida colorada pode manter a esperança de comemorar o título. O problema é que, agora, o clube não depende só das próprias forças.

Com desfalques no setor defensivo, o Inter optou por duas linhas de quatro jogadores, com Rodrigo Dourado fazendo a proteção aos zagueiros. A ideia era fechar os caminhos e, ao mesmo tempo, sair forte pelos lados com Caio Vidal e Patrick. E a vitória que traria o título começou a se insinuar logo aos 12mins. Em bola alçada na área, Gustavo Henrique puxou a camisa de Yuri Alberto: pênalti. Edenilson bateu e não perdoou. Logo de início, o Colorado tinha o placar a seu favor.

Com o gol, o jogo ganhou contornos claros: o Flamengo com a bola, o Inter trancando todos os caminhos. Um modelo que não dá margem para bobeadas – e no primeiro espaço, aos 29mins, o Mengão marcou. Lançado nas costas de Rodinei, Bruno Henrique foi ao fundo e rolou para trás. Arrascaeta chutou cruzado, e a bola ainda bateu na trave antes de entrar: 1 a 1.

Adiantando a marcação, o Colorado recuperava a bola com frequência, e quase fez o segundo aos 43: o chute de Rodinei, porém, explodiu no travessão. A equipe gaúcha cresceu, e chegou a arriscar uma pressão no final da primeira etapa.

A situação colorada se complicou logo aos 3 mins da etapa final. Em disputa de bola, Rodinei pisou no calcanhar de Filipe Luis, e a arbitragem, após consultar o VAR, optou pela expulsão. Quase imediatamente, Rogério Ceni colocou Pedro em campo, tentando reforçar a pressão. Aos 18mins, o resultado veio: em lançamento de Arrascaeta pela direita, Gabriel surgiu livre e fez o gol da virada.

Coragem, ao Colorado, não faltou. Mesmo com um a menos, chegou a tomar a iniciativa do jogo, criando dificuldades para a defesa flamenguista. Jogando em casa, quem buscava o contra-ataque era o Mengão – nos descontos, Pedro chegou a botar para a rede, mas o juiz anulou por falta na origem do lance. De qualquer modo, o gol que voltaria a deixar o Inter dependendo só de si não veio, e agora será preciso resolver tudo no Beira-Rio – com o ouvido colado no radinho, secando o adversário rubro-negro.

(FOTO: RICARDO DUARTE/ INTER/ JC)





Podcasts

Ver + ENTREVISTA Rodrigo Getelina | Secretário do Planejamento e Desenvolvimento Econômico
ENTREVISTA Karen Fincatto | Secretária Municipal da Saúde
ENTREVISTA Luciana Crestani | Secretária de Educação, Cultura e Desportos