Envie seu whats:
(54) 99673-0977


VARIEDADES

O Outubro Rosa e a importância do diagnóstico precoceO Outubro Rosa e a importância do diagnóstico precoce

Publicado em 01/10/2019, Por Engeplus

O câncer de mama é um dos desafios no cenário atual de envelhecimento populacional e enfrentamento das doenças crônicas não transmissíveis. As incidências para 2019 no país, conforme dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), são de 59.700 casos novos até o final do ano.

A mastologista Beatriz Serafim Althoff Rocha lembra que o câncer de mama é uma doença silenciosa, que raramente tem sintomas no início, e explica a importância da mamografia. “A dor muito raramente é associada à doença, por isso a paciente não deve esperar para fazer o exame quando tiver algum sintoma mamário. Ela também não deve deixar de fazer por não haver casos de doença na família, já que a grande maioria não tem componente genético. O exame periódico reduz em 30% a mortalidade".

Segundo a especialista, o auto-exame é uma forma das mulheres conhecerem o seu corpo, porém, o mais importante é a mamografia, já que detecta lesões não palpáveis. “Quando a pessoa chega a sentir o nódulo no auto-exame, significa que ele já possui mais de dois centímetros", alerta.

Relativamente raro antes dos 40 anos, após ultrapassar essa faixa etária, a incidência da doença cresce de forma rápida e progressiva, aponta a radiologista Rafaella Guglielmi Spillere Búrigo. A sociedade Brasileira de Mastologia e o Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem recomendam que a mamografia seja realizada anualmente a partir dos 40 anos.

“Em pacientes com mamas densas, os nódulos podem ficar ocultos, não sendo detectados pela mamografia, por isso a importância da associação com a ultrassonografia nestas pacientes. Além desses exames, a ressonância magnética também é um método que pode ser usado como complemento para rastreamento para as mulheres com alto risco”, frisa.

 

Sobre o Outubro Rosa

Realizado em vários países, o movimento Outubro Rosa remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama. A campanha teve início na década de 90 nos Estados Unidos, e se intensificou no Brasil a partir de 2008 por iniciativa da Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama).




Compartilhar:


Podcasts

Ver + ENTREVISTA JCI Sananduva
ENTREVISTA LEO Clube Sananduva
Programa Passa a Bola Programa dia 12 de Outubro